Buscar
  • aprodab

Palmas sedia 17º Congresso da Aprodab

Com a participação de mais de 150 estudantes e professores, o auditório da Escola da Magistratura do Tribunal de Justiça de Tocantins sediou o 17º Congresso Brasileiro do Magistério Superior de Direito Ambiental nos dias 26 e 27 de setembro de 2019.


O evento foi coordenado pelas associadas Ângela Issa Haonat (presidente do congresso) e Suyene Rocha (presidente da comissão de teses) e recebeu professores de todo o país, além de autoridades e professores do próprio estado. Esta foi a primeira vez que a APRODAB realizou um congresso na Região Norte do país. Foram palestrantes professores associados do Distrito Federal, Rondônia, Tocantins, Ceará, Rio de Janeiro e São Paulo. O congresso foi aberto na manhã de quinta feira, dia 26, com as palavras de Marcos Vilas Boas (Desembargador do TJ-TO) e de Guilherme José Purvin de FIgueiredo (Coordenador Geral da APRODAB).


Ao final da sessão de abertura, o Prof. Guilherme José Purvin de Figueiredo foi agraciado com a medalha Desembargador Antonio Rulli Junior, honraria oficial da Escola Superior da Magistratura Tocantinense.
A primeira mesa científica do dia versou sobre o tema "Ecocrítica Literária e Direito Ambiental", tendo como painelistas as professoras Ângela Haonat (TO), Sheila Pitombeira (CE), Patrícia Bianchi (SP) e Luciana Cordeiro de Souza (SP). As palestrantes trataram de temas de Direito Ambiental e sua interface com a literatura - de Italo Calvino a Ariano Suassuna, passando pela literatura infantil voltada à educação ambiental.
Sob a presidência do prof. José Nuzzi Neto (Presidente do IBAP, entidade co-promotora do congresso) a segunda mesa do dia teve início às 14h30 e tratou do tema "Áreas protegidas" e contou com a participação de Guilherme Purvin (SP), Márcia Leuzinger (DF) e Renata Rocha (TO) .
As atividades científicas do primeiro dia se encerraram com mesa sobre "Biodiversidade e Biotecnologia", com a participação de Luciane Martins de Araujo (GO), Suyene Rocha (TO), Sandra Cureau (DF), Sheila Pitombeira (CE - na presidência da mesa) e Gustavo Paschoal (TO), Vera Lúcia R. S. Jucovsky (SP).
Na manhã de sexta-feira, dia 27, a mesa da manhã versou sobre o tema "Direitos Humanos e Meio Ambiente", com a participação de Marialice Antão (RO), Sidney Guerra (RJ), Wellington Magalhães (TO) e Antonio Augusto de Oliveira Dias(RO), sob a presidência de Ângela Haonat (TO).
O painel da tarde tratou do tema "Administração e Meio Ambiente: Fiscalização e Licenciamento Ambiental". Devido à sua extensão, o painel foi dividido em duas sessões. 1ª Sessão da Mesa de Encerramento do Congresso - Marisa Medeiros dos Snatos (SP), Érika Bechara (SP), Danielle A. Moreira (RJ) e João Alfredo Telles Melo (CE). Ao centro, a presidente de mesa, prof. Renata Rocha (TO).
2ª Sessão da Mesa de Encerramento, com a presença de Isabella Guerra (RJ), , Consuelo Yoshida (SP). Antônio César Mello (TO) e José Nuzzi Neto (SP).

No encerramento do evento, a prof. Ângela Issa Haonat procedeu à leitura da "Carta de Palmas" e o associado João Alfredo Telles Melo, vencedor do Prêmio Vladimir Garcia Magalhães do ano de 2018, foi convidado para fazer a leitura e entrega do prêmio deste ano a Cariza Norma Ferreira Morandi, autora do artigo "O Constitucionalismo Ecológico na América Latina".


Guilherme José Purvin de Figueiredo procedeu ao encerramento do congresso, convidando a todos para participarem do espetáculo do por do sol à beira do lago.


Os congressistas foram convidados para a foto oficial do evento.

0 visualização
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now